Enxame Coletivo entrevista Cabana Café

Depois de passarem em Ribeirão Preto na Fnac Ribeirão Shopping no Groselha Sessions, projeto realizado pelo Groselha Fuzz, a banda Cabaná Café continua sua turnê por alguns coletivos do Fora do Eixo. Os sete integrantes, que hoje moram em São Paulo (SP),  desembarcam em Bauru no próximo sábado (16/4). Antes disso, o Enxame Coletivo trocou uma ideia com o guitarrista da banda, Zelino, sobre MTV, produção de vídeos e a vivência na mesma casa. Confira!

Cabana Café na Fnac no Groselha Sessions. Foto: Varal Diverso

Cabana Café na Fnac no Groselha Sessions. Foto: Varal Diverso

Gostaria de saber pra vocês como que rolou de participar do Aposta MTV, se era uma coisa que o Cabana Café já esperava e como é pra vocês estarem concorrendo pra ir pro Aposta MTV, sabendo que as bandas que concorrem nessa categoria normalmente são apostas que dão certo e acabam tendo um grande reconhecimento do público, como a Garotas Suecas, Strike, Vanguart e Cueio Limão?

Zelino: A gente tem trabalhado bastante nesse último ano, desde o lançamento do “Jangada Elétrica” praticamente não paramos. Vídeos, blog, rede sociais, shows, singles, clipes, etc.. sempre estamos inventando alguma coisa pra estarmos em movimento.
Achamos que é esse o motivo de estarmos no Aposta. Estamos trabalhando duro e estão apostando nisso.
Sobre expectativas, a idéia é cada vez mais trabalhar com música, poder nos focar nisso. Entrar no aposta, mostra que estamos no caminho.

Vocês se mudaram pra SP no ano passado, na época em que acabou rolando o primeiro EP da banda. Como foi essa mudança? Quando vocês estavam em Taubaté a banda ainda não contava com 7 integrantes. Essa mudança foi proposital, com uma idéia já de um EP ou as coisas foram acontecendo?

Zelino: Um pouco dos dois. Planejamento e acaso. No fim de 2008 eramos 6, 2 moravam em sampa e 4 em Taubaté, e ensaiavamos de madrugada durante semana, ora a parte de taubaté vinha pra sampa, ora o pessoal daqui ia pra lá. Foi nessa época que a Rita foi num ensaio e rolou a química, viramos 7. Com a entrada dela, decidimos compor músicas pra transmitir o momento da banda. Em paralelo a isso começamos a planejar nossa vinda pra Sampa, pois ensaiar de madruga, pegar estrada e chegar em casa 4h da manhã 3x por semana estava ficando perigoso. E assim a coisa aconteceu, Janeiro de 2010, alugamos uma casa na R. Conde do Irajá, montamos um estúdio pra ensaiarmos, pré produzimos o EP com a ajuda do nosso meste e amigo do The Vain, Fábio Véio.

E como é isso, da banda inteira morar junta? Como é que flui o trabalho?
Zelino: Morar junto ajuda muito no ritmo de trabalho, as coisas se resolvem muito rápido, se precisa decidir alguma coisa é só descer a escada.É claro que a convivência desgasta, é como uma família, as vezes tem um arranca rabo, mas até a hora do jantar já tá tudo lindo de novo.

Me parece que vocês estabelecem uma relação bem direta com o público, na medida do possível,comentando coisas do cotidiano como banda no blog, postando fotos… O que eu achei mais interessante é que a casa do Cabana Café acaba sendo um palco de criação não só música, é um cenário pra toda arte que vocês produzem ou possam vir a produzir. Gostaria que comentasse!

Zelino: É verdade, a casa ajuda nisso também, gostamos de por a mão na massa e usar nossas habilidades extra musicais a favor da banda. A nossa geração tem o espírito do “Faça Você Mesmo”, e isso se fortaleceu com a internet, nós somos mais 7 dessa geração. Contamos com um guitarrista programador (Alan), um baterista diretor de arte (Mário), outro guita videomaker (eu, Zelino), uma vocalista de redes socias (Rita), além disso, o violonista e o tecladista (Lucas e Taian) estão concluindo Produção Músical, além do baixista (Gustavo) que esta fazendo luthieria.
A produção dos clipes conta com a participação de alguns integrantes do Cabana Café, como rola isso, de onde vem as idéias pros vídeos?… porque vocês produzem muito mais material audiovisual além dos clipes, vocês produzem vídeos de making-off, tem o Canal Cabana… vídeos que vocês gravam na cozinha da casa de vocês…

Zelino: Como disse, eu, aka Zelino (rs), sou videomaker – filmo e edito vídeos – trabalhei um bom tempo em uma produtora aqui em Sampa, e continuo trabalhando com isso de freelancer. Enfim, desde o começo da banda invento uma ou outra idéia, pilho a galera e junto uns amigos do vídeo pra ajudarem nos clipes. As coisas vem dando certo, o pessoal da banda curte e sempre ajuda, por isso, nesse ano decidimos pegar mais forte nesse ponto e lançamos o Canal Cabana, a idéia de movimentar a gente e o público. Agora todos da banda estão mais ligados nisso.


Deixe um Comentário